Saiba como aplicar arquitetura pós-moderna na sua casa

A arquitetura pós-moderna foi um dos movimentos mais controversos do século XX.

O conceito nasceu na década de 1960, como uma resposta aos questionamentos da arquitetura moderna, rompendo a rigidez de padrões e valorizando as construções históricas.

A base da arquitetura pós-moderna foi a crítica ao modernismo, principalmente ao estilo internacional de Le Corbusier e Ludwig Mies van der Rohe, que afastava qualquer ornamento das decorações, excluindo a história e a cultura das cidades.

O principal representante do movimento pós-moderno foi o arquiteto Robert Venturi, que propôs uma decoração com ênfase primária à fachada, com a incorporação de elementos históricos, uso de materiais incomuns e fragmentação de modulações em edifícios.

Na Europa, há várias construções que representam a intenção da arquitetura pós-moderna. Entre as principais obras, destacam-se as construções de Venturi e Jahn.

Em 1991, Venturi completou a Ala Sainsbury da National Gallery, em Londres, harmonizando o espaço com uma arquitetura neoclássica.

Na Alemanha, Helmut Jahn construiu o arranha-céu Messeturm, em Frankfurt, adornado em um estilo medieval.

Outro exemplo da arquitetura pós-moderna, é a obra do arquiteto Ricardo Bofill, o Atrium Saldanha, em Lisboa, um edifício com 12 pisos e um elevador panorâmico, com linhas clássicas e diferentes tipos de materiais.

Assim, a arquitetura pós-moderna tinha como características a complexidade e a contradição, com elementos decorativos assimétricos, uso de cores brilhantes, formas curvilíneas e, muitas vezes, até inspirações de períodos anteriores.

Mas você já se perguntou como aplicar a arquitetura pós-moderna na sua residência?

Para responder a essa pergunta, o post de hoje vai te dar dicas para decorar a casa com elementos pós-modernos.

Tem interesse em renovar os ambientes? Então, acompanhe a leitura!

1 – Abuse de cores diferentes

O pós-modernismo permite um abuso maior de cores no ambiente, diferente do que ocorria no estilo monocromático do modernismo.

Sendo assim, até mesmo em elementos como uma porta corta fogo industrial, é possível aplicar tonalidades diferenciadas, que fujam da monotonia.

Para dar mais vida às fachadas, a arquitetura pós-moderna pode utilizar uma mescla de vidro colorido, com azulejos de cerâmica ou pedra.

Isso cria uma personalidade única ao local, além de introduzir vários materiais diferentes em uma mesma construção.

2 – Use elementos de outros estilos

Já que uma das características da arquitetura pós-moderna é resgatar os valores históricos e culturais, é possível usar elementos decorativos de outros estilos, como o neoclássico, o barroco, o medieval, entre outros.

Em alguns casos, até conceitos diferentes podem ser aplicados em conjunto, como o estilo rústico ao lado de uma porta de enrolar automática com decoração industrial.

Além disso, casas que já guardam resquícios de uma arquitetura clássica, podem aproveitar esses recursos para compor a decoração, sem necessidade de modificar a estrutura.

3 – Opte por uma decoração não linear

Ao invés dos móveis funcionais e minimalistas, a arquitetura pós-moderna permite o uso de elementos em formatos geométricos quebrados, disruptivos e não lineares.

Daí vemos os inúmeros edifícios com sistema de aterramento elétrico residencial em formatos diferentes, que fogem do convencional.

Também é possível incorporar à decoração da sua casa:

  • Figuras geométricas fora do padrão;
  • Estruturas que mesclam o vintage com o contemporâneo;
  • Decorações com uso da tecnologia, em conjunto com o clássico;
  • Esculturas orgânicas e inorgânicas em conjunto;
  • Linhas não simétricas em objetos decorativos e revestimentos.

O pós-modernismo permite uma liberdade criativa muito maior, o que ajuda a imprimir personalidade na decoração.

4 – Dê atenção aos sentimentos

O pós-modernismo busca renovar os sentimentos humanos dentro da arquitetura. Um exemplo, é o Cemitério de Brion, de Carlo Scarpa, onde a natureza solene é inteiramente pensada para que o visitante não fique deprimido.

Portanto, a decoração pós-moderna na sua casa deve buscar o despertar de sensações nos moradores, com ilusões de espaço, profundidade e uma paleta de cores focada nas emoções.

O pós-modernismo também valoriza muito o humor. Por isso, o estilo tem como predominância o uso de formas extravagantes, que despertam sentimentos de alegria e diversão.

Conclusão

A arquitetura pós-moderna pode ser vista em diversos tipos de edifícios, como casas, comércios e, até mesmo, complexos industriais. Ela se tornou referência nos últimos anos, muito por conta da liberdade criativa e pelo resgate dos estilos anteriores.

Em uma contraposição ao modernismo, a arquitetura pós-moderna valoriza os sentimentos e, desse modo, ajuda o despertar de emoções diferenciadas em cada pessoa.

Por isso, busque seguir algumas das dicas aqui apresentadas e adote esse tipo de arquitetura para modernizar a decoração do seu lar.

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.