O que é necessário para abrir um espaço de Coworking?

O que é necessário para abrir um espaço de Coworking

O que é necessário para abrir um espaço de Coworking

Os espaços de coworking envolvem vários indivíduos ou empresas, todos trabalhando sob o mesmo teto. À medida que a demanda por espaços de coworking cresce, mais e mais espaços estão sendo desenvolvidos. Cada um tem sua própria abordagem diferente, mercado-alvo e oferta. 

Este artigo explica as principais coisas a saber antes de abrir um espaço de coworking. Aprendizado real que tivemos com o Coworking Webtrends, um Coworking situado em Ribeirão Preto – SP.

Como devo estruturar meus negócios?

Antes de abrir um espaço de coworking, pense na estrutura de negócios que você usará para negociar. É importante pensar nisso primeiro, pois sua estrutura de negócios terá diferentes responsabilidades e implicações fiscais no futuro. Especialmente se sua empresa for fornecer serviço de locação de endereço fiscal, onde é necessário que a documentação do imóvel esteja regularizada na prefeitura de sua cidade.

Depois de configurar a estrutura de negócios relevante, você poderá entrar em contratos. Os diferentes tipos de estruturas de negócios para escolher estão descritos abaixo.

1. Único Sócio

Operar como um único sócio é uma das estruturas mais simples e fáceis de configurar. 

A empresa pertence e é totalmente controlada por você. Se você opera como um sócio único, seus negócios e você como indivíduo são indistinguíveis. Isso significa que você tem direito a todos os lucros dos negócios. No entanto, isso também significa que você é responsável por todos os impostos e quaisquer dívidas da empresa.

Operar como um único comerciante para iniciar um espaço de Coworking é adequado se você estiver executando um negócio muito simples. No entanto, isso também o abre ao risco, pois você será pessoalmente responsável por quaisquer problemas nos quais a empresa se encontre.

2. Parceria

Se você e um parceiro de negócios (ou parceiros) planejam abrir juntos o espaço de trabalho conjunto, considere operar como uma parceria. Uma parceria envolve duas ou mais pessoas administrando uma empresa juntas. Da mesma forma que operar como um único sócio, essa estrutura é simples de configurar. No entanto, você será responsável em conjunto, juntamente com os outros parceiros, por quaisquer responsabilidades que a empresa incorra.

3. Empresa

A abertura de um espaço de coworking como empresa é, sem dúvida, uma das estruturas mais populares. A criação de uma empresa tem início gradual e custos de conformidade contínuos. No entanto, fornece mais proteção de ativos do que operar como um único sócio ou parceria.

Uma das principais vantagens é que uma empresa (do tipo EIRELI) é considerada uma entidade legal separada. Isso significa que a empresa pode:

⦁ celebrar contratos com seus membros;

⦁ firmar contrato de arrendamento com o proprietário; e

⦁ emprestar dinheiro do banco.

Isso é benéfico para você, porque a empresa é responsável por quaisquer dívidas, não acionistas. Isso, portanto, minimiza seu risco pessoal.

Outro benefício da criação de uma empresa é que ela permite arrecadar fundos para sua empresa por meio de ações. Para uma empresa que deseja crescer, essa é uma ótima maneira de aumentar o caixa e expandir sem ter que se endividar.

Selecionando um local

Uma das decisões mais críticas antes de abrir um espaço de coworking é escolher as instalações certas. Esteja você comprando um prédio ou alugando um espaço, deseja entender o mercado-alvo e onde eles querem trabalhar.

Do ponto de vista de um membro, um dos muitos benefícios de um espaço de coworking é que eles podem trabalhar em uma boa localização por um preço acessível. Você deve fazer uma pesquisa de mercado para entender o local mais viável para iniciar seu negócio. Os membros desejam estar em locais centrais próximos a:

⦁ clientes;

⦁ fornecedores;

⦁ mentores; e

⦁ investidores.

Se você pretende alugar um imóvel, também precisa ter um contrato de arrendamento entre você e o proprietário. Além de negociar o prazo e o aluguel ou arrendamento, há várias coisas importantes a serem observadas.

Sublocagem e Sublicenciamento

Como você deseja sublocar ou sublicenciar o espaço para seus membros, é necessário primeiro garantir que você tenha permissão no arrendamento para fazer isso.

Fit-Out

Você precisa escolher um local que já esteja adequado exatamente como você gosta ou garantir que o contrato de locação permita que você ajuste o local por conta própria. Às vezes, os proprietários fornecem incentivos para você fazer isso.

Uso permitido

Você deve garantir que sua empresa esteja em conformidade com o uso permitido no arrendamento. Você precisará pensar nas atividades que permitirá que seus membros realizem dentro de suas instalações.

Construindo sua marca

Antes de abrir um espaço de coworking, você deve criar sua marca e atrair membros. Entender quem você está tentando atrair é um bom primeiro passo.

É importante decidir sobre um nome comercial memorável, porque é isso que o distingue de outros espaços de coworking. À medida que sua marca cresce, um dos principais ativos será o nome da sua empresa, por isso é importante que você a marque.

Uma marca comercial é uma palavra, sinal ou marca que distingue sua empresa dos outros. Para seu nome ou logotipo, uma marca comercial concede a você o direito legal exclusivo de:

⦁ use-o;

⦁ licenciá-lo; e

⦁ venda.

Muitos espaços de coworking são reconhecidos instantaneamente por sua marca.

Ao marcar seu nome com antecedência, você pode garantir que:

⦁ você tem o direito legal de usar sua marca e não está violando os direitos de outra pessoa; e

⦁ nenhum concorrente pode começar a negociar com a sua marca e afastar seus negócios.

Associações

As instalações que você oferece e as ofertas de associação que você cria determinam se você pode atrair membros e ganhar dinheiro com seu empreendimento comercial. Em um mercado competitivo, você precisa considerar cuidadosamente o que pode oferecer. Os benefícios que os potenciais empresários estão procurando incluem:

⦁ tecnologia atualizada, incluindo internet confiável, instalações para conferências e sistemas de reservas;

⦁ salas de reunião e espaços para reuniões;

⦁ espaços sociais para relaxar e recarregar;

⦁ uma recepção com serviço; e

⦁ eventos para expandir suas redes sociais e comerciais.

Depois de montar seu pacote de associação, é essencial que você tenha um contrato de licença para espaço de coworking em vigor para governar o relacionamento entre você e seus membros. O contrato de licença do espaço de coworking deve ser complementado por regras do espaço de coworking com as quais os membros precisam concordar. Alguns termos que sua licença e regras devem incluir incluem:

⦁ honorários;

⦁ duração da associação;

⦁ rescisão da associação;

⦁ políticas de drogas, álcool e ruído; e

⦁ seguro.

Principais Takeaways

Os espaços de coworking estão crescendo em popularidade, pois startups e trabalhadores exigem mais flexibilidade em seus arranjos de trabalho. No entanto, a abertura de um espaço de coworking exige muito planejamento. Algumas coisas importantes a considerar antes de começar incluem:

⦁ elaborando sua estrutura de negócios antes de começar;

⦁ escolhendo um local que reflita sua marca;

⦁ marcação comercial do nome e logotipo da sua empresa; e

⦁ redigindo um contrato de licença para espaço de coworking.

Se você tiver alguma dúvida sobre como abrir um espaço de coworking, você pode procurar o mais próximo de sua região e trocar informações a respeito de suas dúvidas.

Muitos empresários estão dispostos a ajudar e isso pode ser de grande valia.

Boa sorte!