MEI: como melhorar a gestão dos custos do negócio

Uma gestão de custos eficiente é a base para melhorar e garantir o sucesso de todo negócio. Além disso, é a maneira de destacar a empresa dentre os concorrentes.

Conhecer a própria empresa é indispensável para entender os custos de produção, comercialização dos produtos, quanto está gastando e saber como melhorar a gestão dos custos do negócio. Assim, você saberá quanto cobrar ao seu cliente, definindo a própria margem de lucro da sua empresa.

Mas, para gerenciar todos os custos do negócio, o MEI precisa entender o que são os custos e como eles são divididos na rotina da empresa.

Com isso, trouxemos algumas dicas e informações importantes para te auxiliar nesse processo, com o objetivo de trazer melhorias para o seu negócio e te ajudar a como melhorar a gestão dos custos do negócio. Confira a seguir:

Entenda os custos do negócio

Custo são todas as despesas relacionadas ao produto ou serviço até que ele possa ser fornecido aos consumidores. O primeiro passo é determinar o tipo de custo, se é um custo fixo ou um custo variável.

Os custos fixos independem da produção e comercialização e ocorrem dentro de um prazo determinado, com destaque para: aluguel, salários dos funcionários, internet, telefones fixos e móveis e contas DAS (imposto cobrado do MEI mensalmente).

Já os custos variáveis ​​são gastos com a produção e venda de produtos ou serviços. O foco está na compra de matérias-primas e insumos.

Quanto mais produtos são fabricados, maior o consumo; por exemplo, na entrega de produtos ou no deslocamento, para a realização de serviços, precisamos calcular o valor gasto com o frete.

Dependendo do tipo de negócio, alguns custos podem se enquadrar nessas duas categorias, pois possuem uma parte fixa e outra variável. Isso geralmente acontece quando o MEI consome água e luz.

Os produtos fornecidos pelo MEI consomem muita eletricidade na produção e exigem alto consumo de água. Confira mais dicas no blog da Otimizou.

Parte do valor deve ser considerado como custo fixo a pagar pelo consumo diário de energia e água da empresa e a outra parte como custo variável diretamente dependente da produção. Você decide a porcentagem de cada categoria de custo.

Geralmente, os prestadores de serviços não associam o consumo de água e energia elétrica ao fornecimento de trabalho, sendo geralmente valores fixos mensais e, portanto, devem ser considerados na categoria de custo fixo.

Para melhorar a gestão dos custos do negócio, mesmo que o valor seja pequeno, o MEI deve apurar todos os custos de um determinado período e registrá-lo no formato eletrônico todos os dias, lembrando que é necessário separar os fixos das variáveis.

Para o mesmo período de anotação, você também deve registrar os itens produzidos e todas as vendas de produtos ou serviços.

Com os dados obtidos, é hora de analisar a estrutura de custos e transformá-la em informações valiosas que contribuam para o desempenho e rentabilidade da empresa.

Além de subsidiar as seguintes decisões: compra de matérias-primas e insumos, ajuste do volume de produção, negociação de pagamento e fornecimento de parceiros de negócios e fornecer promoções aos clientes.

O MEI deve estar atento à estrutura de custos da empresa e estabelecer metas mensais de controle e redução de despesas.

Isso irá significar uma melhora na situação financeira da empresa, principalmente resultando no aumento da entrada de recursos no bolso do empreendedor.

Reconsidere sua relação com o banco

Afinal, vale a pena ter uma conta bancária em cada instituição diferente? Todo banco cobra taxas e, na maioria dos casos, essas taxas são fáceis de serem cortadas.

É recomendado que o relacionamento seja apenas com um ou dois bancos, pois facilita o monitoramento de todas as cobranças e até evita gastos desnecessários.

Além das vantagens de reduzir ou zerar as taxas, os bancos que utilizam contas digitais também apresentam vantagens, oferecendo o mesmo suporte ao cliente do que um banco comum.

Bom, como foi visto, cuidar da gestão de custos de uma empresa MEI é uma tarefa que requer dedicação e esforço.

É preciso entender todos os processos que envolvem essa gestão e estudar como melhorar a gestão de custos do negócio, para trazer melhorias para as empresas de acordo com os gastos, visando o lucro do negócio.

Controle e reavalie todos os seus custos e veja o que realmente é necessário. Não hesite em abrir mão daquilo que não é bom para o resultado final da sua empresa.