Em época de pandemia, mercado de games cresce ainda mais

Você considera uma surpresa que, em época de pandemia, mercado de games cresce ainda mais? Se sim, então provavelmente não entendeu ao certo a força do mercado de videogames no Brasil e, tampouco, os efeitos da pandemia do novo coronavírus no país. Pensando nisso, é importante ter em mente como esse mercado (e outros) se comportam na situação atual e usar isso a seu favor.

A pandemia do novo coronavírus está prestes a completar um ano aqui no Brasil e, com isso, uma mudança significativa na nossa economia e na maneira como vemos a vida em sociedade. De um lado, é fato que não dá para sair tanto de casa assim. Mesmo sem o lockdown, é importante ficar em casa para evitar o risco de contaminação. Do outro lado, alguns mercados já estavam em crescimento e a pandemia ajudou a manter o ritmo.

Quer saber como, em época de pandemia, mercado de games cresce ainda mais? Então siga a leitura do artigo abaixo!

Em época de pandemia, mercado de games cresce ainda mais – verdade ou mentira?

É verdade que o mercado de games cresceu durante a pandemia. No entanto, não necessariamente da maneira como você pensa. Isso porque existe o mercado de games em si e o mercado adjacente, de produtos, serviços e eventos relacionados aos jogos.

O mercado de games em si, no Brasil, é relativamente pequeno. O país é o 13º maior mercado do mundo, com $1,5 bilhão de dólares movimentados, o que é pouco quando comparado com o mercado americano ou japonês.

Um dos desafios do mercado nacional e que se intensificou em 2020 com a pandemia foi justamente o poder de compra do brasileiro. Além de ter perdido renda nesse período, o brasileiro ainda viu o dólar aumentar bastante, o que tornou tudo mais difícil.

Primeiro porque o dólar alto sobe o preço de games e consoles. Segundo que o dólar alto torna o mercado brasileiro menos atraente para as empresas de games, o que faz com que elas se sintam menos motivadas a aparecerem por aqui. Afinal, um jogo de $60 dólares lá fora deveria ser vendido aqui, na cotação atual, por algo como R$322,00. No entanto, é vendido por R$250,00, em média, o que dá $46,00 mais ou menos, uma queda de faturamento para as empresas.

Portanto, o mercado de games em si, de comprar jogos, consoles e outros, talvez não tenha crescido tanto.

No entanto, o mercado adjacente cresceu sim. Esse é o mercado que nasce justamente da usabilidade dos games. Por exemplo, estamos falando de streaming de jogos, sites e canais de YouTube especializados e outros, como os serviços da DFG (que ajudam canais a crescerem, streamers a se popularizarem e muito mais).

Por exemplo, streamers brasileiros já destacaram que houve um aumento de audiência na pandemia. A explicação é lógica: as pessoas estão mais tempo em casa e a busca por entretenimento leva a esse aumento de audiência em streaming e mais.

Portanto, todos os serviços adjacentes relacionados a games, desde vendas de contas ou itens especiais em jogos até gastos publicitários no setor, cresceu bastante nesse período de pandemia.

Enquanto as pessoas estiverem mais tempo em casa, elas estarão jogando por mais tempo, estarão conferindo materiais na Internet e criando vínculos envolvendo jogos, filmes e outras opções de entretenimento.

Quando a pandemia acabar, resta saber se o crescimento se manterá ou irá embora. Em teoria, a tendência é que fique uma parte. Afinal, muitos dos serviços adjacentes são questão de hábito e vínculo emocional. Por exemplo, canais de streaming crescem com o tempo e as pessoas acabam criando o hábito de assistir todos os dias ou regularmente.

Na prática, quando a pandemia acabar, muitas pessoas continuarão assistindo esses streamers ou jogando os mesmos games online que jogam hoje. Algumas deixarão isso para trás, mas a tendência é de grande fidelização.

Em relação ao mercado de games, consoles e acessórios, a expectativa é que o dólar retorne a um patamar antigo, perto dos R$2,00 e R$3,00. Quando isso acontecer, o preço dos games voltará a estar em um nível aceitável para os jogadores e para as empresas e haverá uma recuperação no segmento nesse sentido. É claro que é praticamente impossível saber quando isso vai ocorrer, mas é questão de aguardar pelo melhor.

Agora que você já sabe como, em época de pandemia, mercado de games cresce ainda mais, é hora de colocar o seu conhecimento em prática e se posicionar adequadamente. Se a sua empresa atua nesse mercado, é hora de aproveitar o embalo da pandemia. Se não atua, é hora de verificar a possibilidade de atuar ou de tentar entrar no segmento de alguma forma, aproveitando o fato de que o mercado de games é ideal para enfrentar a pandemia.

Gostou do papo? Então comente abaixo com a sua opinião!