Como incentivar colaboradores na pandemia em 5 passos

A pandemia de coronavírus afetou empresas de diferentes formas. Enquanto umas tiveram um bom crescimento por conta do home-office, outras precisaram aplicar reduções de carga horária de trabalho e salário para os colaboradores.

É um período conturbado, para algumas companhias e os seus funcionários. Porém, é fundamental trabalhar com estratégias que tragam motivações para eles. O departamento de recursos humanos pode ser um facilitador nesse sentido. Entenda!

Como os recursos humanos podem ajudar funcionários na pandemia?

O setor de recursos humanos é responsável por gerenciar documentos e benefícios para os funcionários. No entanto, essa parte da empresa tem outro papel importante que é apoiar e ajudar o funcionário quando for necessário.

Selecionamos alguns métodos que podem ser aplicados e gerenciados pelo RH e a empresa para incentivar os trabalhadores em tempos de pandemia e trazer melhores resultados. Veja!

Trabalhe com uma relação transparente

Os responsáveis pelo departamento de RH das empresas precisam lidar com os funcionários de uma forma transparente e justa. Por isso, se houver redução salarial, corte de benefícios ou situações mais delicadas, como demissão, avise-os o quanto antes.

Aplicar uma gestão honesta e preventiva evita situações desconfortáveis, além de preparar o funcionário para os meses que virão. Ele poderá organizar o seu orçamento, observar onde é possível economizar e fazer outros ajustes para adequar-se à mudança imposta.  

Ofereça apoio médico aos colaboradores

Em tempos de pandemia, o atendimento médico tornou-se importante, não só para tratar a Covid-19, mas também para outras especialidades. Durante a quarentena, muitos colaboradores tiveram que lidar com ansiedade e estresse, o que afetou diretamente no trabalho.

Por isso, oferecer atendimento e apoio psicológico para os funcionários é uma alternativa para ajudá-los a passar por esse período. Os serviços de plano de saúde e seguro-saúde são fundamentais, mas é importante pensar em colocar um profissional à disposição para que os funcionários tenham acesso ao atendimento.

Dinâmicas em grupos ajudam no clima organizacional

Durante o mês, aplique atividades que possam melhorar o relacionamento entre os colaboradores e descontraí-los das atividades do trabalho. Essas dinâmicas ajudam a melhorar o clima da organização, diminuindo conflitos e observando onde é possível efetuar mudanças.

No home-office, a empresa pode utilizar plataformas online para ajudar nessas dinâmicas. Existem jogos simples onde os colaboradores são incluídos em salas virtuais e realizam as dinâmicas de forma fácil.

No ambiente físico das empresas, as atividades devem ser aplicadas seguindo às normas de prevenção e o distanciamento social. Libere a criatividade e incentive essa relação com os colaboradores.  

Conceda bônus e outros benefícios

Mesmo que a situação esteja complicada na organização, tente manter programas de bonificação por desempenho e demais benefícios ofertados aos funcionários. Essas são formas de deixar o colaborador motivado a manter resultados, principalmente na pandemia.

Para o trabalho remoto, procure tornar a atividade do funcionário mais confortável, concedendo equipamentos que melhore o desempenho do home-office. Avalie o que pode ser feito, dentro das condições da empresa. 

Oriente supervisores e líderes  

Converse com os responsáveis pelos setores da empresa e explique como lidar com os demais colaboradores, fazendo abordagens sobre comportamento, precauções de segurança, entre outros temas pertinentes.

Os responsáveis por cada setor devem ter uma postura de apoio, que amplie o trabalho dos recursos humanos em ajudar os funcionários. Além disso, é necessário ter transparência e paciência para gerenciar o departamento em tempos de pandemia. Então, tirar diferentes dúvidas e prestar apoio para esses líderes também é fundamental. 

Viu como é possível e importante incentivar os trabalhadores de diferentes formas em meio à pandemia? Aproveite as dicas e coloque-as em prática. Deixe o seu comentário sobre o que achou do artigo.