Que tipo de Créditos existem para estudar na Universidade?

Para financiar o ensino superior (universidades, institutos profissionais e centros de treinamento técnico), existe uma série de sistemas que foram criados através de leis diferentes.

A principal característica é que eles oferecem dinheiro a longo prazo, permitindo que o destinatário pague uma vez que terminaram sua carreira e já conseguem obter seus próprios rendimentos através do trabalho. Entre eles, os mais importantes são os seguintes:

CORFO Créditos

Financiamento Estudantil

São os fundos que a CORFO deu aos bancos para que concedam empréstimos a estudantes de nacionalidade chilena, para facilitar o pagamento de estudos superiores de graduação. Este empréstimo destina-se principalmente a estudantes que vêm de famílias de renda média e que decidem prosseguir o ensino superior. Atualmente, esse empréstimo é concedido pelos bancos BBVA, BCI, SantanderSantiago, del Desarrollo e Corpbanca. O Banco do Estado também concede esses créditos, com sua própria linha de crédito. Estudantes de famílias cujo rendimento bruto não exceda 120 U.F são elegíveis para este crédito. e que eles apresentam um endosso.

O valor máximo anual dos créditos é de 150 U.F. e pode ser pago com um período de carência adequado, no prazo de até 15 anos, que é determinado de comum acordo entre o banco eo beneficiário do empréstimo.

Fundo de Solidariedade do Crédito Universitário

Destina-se a estudantes de famílias de baixa renda, matriculados em uma das 25 universidades pertencentes ao Conselho de Reitores, mais conhecida como tradicional, para financiar parte ou todas as taxas das corridas.

É um crédito concedido na UTM com uma taxa de juros anual de 2%. Começa a cancelar após 2 anos de graduação, pagando anualmente um valor equivalente a 5% do total da renda obtida no ano anterior.

Sistema de crédito com garantia do Estado (Lei 20.027)

Financiamento Estudantil

Destina-se a estudantes de universidades privadas, institutos profissionais e centros de formação técnica, devidamente credenciados. O empréstimo estará operacional em 2006 e é solicitado na Instituição onde o candidato vai estudar, já que é essa casa de estudos que deve se inscrever para a comissão de administração de crédito.

Os empréstimos serão fornecidos por bancos privados, mas com uma garantia do governo, o que deverá diminuir as taxas de juros. Abrangerá programas técnicos com taxas anuais de US $ 500 mil e US $ 1,5 milhão no caso de programas universitários.

No Brasil também existem programas que beneficiam seus estudantes disponibilizando o financiamento em instituições de ensino superior públicas ou privadas e os mais comuns são o Sisu, Prouni e Fies. Mas para isso os interessados devem ficar atentos ao gabarito enem 1 dia.